Mamas diferentes após a gestação: Descubra como a cirurgia plástica pode ajudar você a solucionar essa situação

Suas mamas ficaram diferentes uma da outra após a gestação? O seu bebê só gostava de mamar de um lado e a mama “preferida” caiu mais ou ficou mais “murcha” em relação ao outro lado?

Embora um certo grau de diferença no formato e tamanho das mamas seja normal e aceitável, as mudanças desencadeadas pela gestação podem tornar essa diferença (de formato, tamanho, flacidez, posição) mais perceptível e incômoda!

Nesses casos, a cirurgia plástica pode ajudar a suavizar essa diferença e retomar a harmonia desta parte tão importante do corpo da mulher.

Em primeiro lugar, você deve saber que é necessário aguardar de três a seis meses após o fim da amamentação para realizar qualquer cirurgia na região. Isso garante que os níveis hormonais tenham sido normalizados, e que as alterações das mamas tenham se estabilizado (para melhor ou para pior).

Muitas são as opções cirúrgicas dentro da plástica que podem suavizar essa diferença e a opção para correção dependerá do tipo e tamanho das mamas da paciente.

Se a queixa maior é a queda das mamas em intensidades diferentes, mas o volume das mesmas é satisfatório e agrada a paciente quando posicionadas dentro do sutiã, a cirurgia terá como foco levantar as duas mamas, retirando um pouco mais de pele de um lado que do outro.

Se o que incomoda são os tamanhos diferentes das mamas, pode ser necessário o uso de próteses para deixar os volumes bem semelhantes; ou levantar as duas, reduzindo mais o tamanho da mama maior, para tornar as duas mais proporcionais.

Somente a(o) cirurgiã(o) plástica(o) será capaz de avaliar e dizer qual o tratamento mais adequado ao seu caso, considerando a sua anatomia, expectativas e desejos. Uma preparação prévia ao procedimento será orientada pela sua cirurgiã, como a hidratação do local a ser operado e atividade física, que  podem contribuir para resultados mais duradouros.

Ainda com dúvidas?
Converse com sua cirurgiã plástica! Vai ser um prazer te receber!

Quer mais dicas? Acesse www.rayssasauaia.com.br

Dra, eu virei um balão!!! Como desinchar no pós-operatório de cirurgia plástica?

Em primeiro lugar, você deve entender que o inchaço é um efeito completamente normal após uma cirurgia plástica. Toda cirurgia representa um trauma ao organismo, o que gera uma resposta inflamatória no corpo que resulta no inchaço. Essa resposta também é
individualizada para cada paciente, o que significa que alguns podem inchar mais do que outros (principalmente nos primeiros 21 dias). Mas não se preocupe, você não ficará assim para sempre…e aí vão 7 dicas que podem aliviar esse processo:
1- Evite calor, fogão e banho quente: o aumento da temperatura local pode piorar o inchaço; portanto, evite lugares e banhos quentes.
2-Cuidado ao consumir alimentos ricos em sal/sódio, como enlatados,embutidos e o sal propriamente dito. Procure ter uma alimentação saudável e beber bastante água, para “limpar” o organismo e diminuir a retenção de líquidos.
3-Use a malha cirúrgica por, pelo menos, dois meses após a cirurgia (retirar somente para tomar banho): ela não só ajuda a diminuir o inchaço, como também a “modelar” o novo contorno proporcionado pela cirurgia.
4-Drenagens linfáticas são grandes aliadas nessa luta e podem ser muito utéis. Veja com sua cirurgiã quantas sessões devem ser feitas e quando podem ser iniciadas. As drenagens são parte essencial do tratamento em cirurgias como lipoaspiração e lipoescultura.
5-Em alguns casos, como na cirurgia das pálpebras, é recomendável o uso de compressinhas geladas nos primeiros dias de pós-operatório para reduzir o inchaço da região.
6-Tenha PACIÊNCIA! Por fazer parte de um processo orgânico longo e complexo, o inchaço VAI DEMORAR MESMO a melhorar e isso pode acontecer em 3 meses, 6 meses e até 1 ano! Sabe aquela história que o tempo é o melhor remédio? Aqui isso se aplica…
7-Mantenha sua cirurgiã informada sobre o que acontece com você e obedeça o que for orientado. A confiança no tratamento faz toda a diferença para o sucesso da sua cirurgia.

Gostou? Tem alguma dica que você já experimentou para desinchar?Conta pra mim! Converse com sua cirurgiã plástica!